Xi’an não é só os guerreiros de Terracota

Xi’an não é só os guerreiros de Terracota

Minha cunhada Ana veio nos visitar e ficou conosco por deliciosos quinze dias.

Nesse período decidimos visitar Xi’an, pois eu também não conhecia e com certeza seria uma experiência diferente.

Decidimos ir de avião, pois o preço estava similar ao de trem e o tempo de viagem bem menor; para ter uma ideia, a viagem de avião entre Shanghai e Xi’an leva em média 2 horas e de trem 6 horas.

Ficamos dois dias e meio e foi bem suficiente para visitarmos os principais pontos.

A grande dica é ficar em um hotel bem localizado, dentro da muralha e próximo aos principais pontos turísticos da cidade. Hospedamos no Eastern House Hotel, super indico, pois tem café da manhã (bom para o nosso paladar) e um chá da tarde, com bolo, pastel de nata, frutas, etc. já incluso na diária. E posso garantir que esse “chá” da tarde ajuda muuuuito!!!

No aeroporto tem um centro turístico que vende pacotes para um ou mais dias, caso você se sinta mais confortável, é um bom lugar para contratar um tour, mas diretamente nos hotéis também é uma excelente opção. Nesse centro turístico, fechamos o transfer para nos levar para o hotel e o preço foi bem legal, pois dividimos o carro com um casal de Beijing e o valor ficou em RMB 30 por pessoa. O aeroporto é bem distante do Centro da Cidade, tipo de Guarulhos até Congonhas.

Xi’an é capital de Shaanxi e por quatro mil anos foi a capital de 11 dinastias. Na dinastia Tang, período da rota da seda, Xi’an chegou ao seu auge e era a maior e mais rica cidade do mundo. Daí da para ter uma ideia dos tesouros que a cidade esconde.

Muralha da Cidade de Xi’an.

A cidade é protegida por um muro em forma de retângulo com 14 km de extensão, diferentemente da Muralha de Beijing, esse está totalmente preservado.

Pode-se subir no muro através da escada da Porta Sul ou na Porta Norte. Nosso hotel estava a três quadras da Porta Sul. O muro é todo rodeado por um rio, exatamente como uma fortaleza e é uma delícia alugar uma bike (existe pontos da Porta sul e na Porta Norte para locação) e dar a volta pela muralha. O aluguel da bike por três horas sai RMB 45.

Em cada ponto (Norte, Sul, Leste e Oeste) da muralha, existe uma fortaleza e bastiões onde ao anoitecer as luzes são acessas e tornam-se um espetáculo à parte. Você pode caminhar pela muralha a noite também e ver a cidade toda iluminada.

Uma coisa que eu aprendi aqui na China é que eles adoram uma luzinha e quanto mais colorida melhor. E tenho que dar minha mão à palmatória, pois eles entendem disso.

Torre do Tambor e do Sino

Exatamente no centro de Xi’an, entre as Porta Sul e Norte da Muralha e os pontos Leste e Oeste, está a enorme Torre do Sino, com telhado triplo verde e uma coleção de sinos, carrilhões e instrumentos musicais. Você pode percorrer toda a lateral da Torre e ter uma vista das principais ruas e avenidas da cidade.

A Torre do Tambor, foi construída em 1380, fica a oeste da Torre do Sino, bem perto, de uma torre você consegue ver a outra, fica no Bairro Mulçumano; há exibições de bateria e percussão a cada 30 ou 40 min.

À noite quando as luzes dessas torres acendem o Espetáculo é maravilhoso.

Bairro Mulçumano

No auge do período da Rota da Seda, Xi’an, atraiu comerciantes estrangeiros e crenças novas, como o cristianismo, o islamismo, o zoroastrismo e outros. Logo atrás da Torre do Tambor, está o bairro Mulçumano que há séculos concentra a etnia Hui, atualmente são 30 mil habitantes. São chineses com raízes distintas, as mulheres usam véu, o comércio de produtos mulçumanos como, por exemplo: frutas cristalizadas, condimentos, pães achatados pode ser vistos nas interessantes ruas do bairro.

Eles usam outro dialeto e mesmo em Mandarim é bem difícil à comunicação.

Nesse bairro está a grande Mesquita, erguida na dinastia Tang e vale a pena ser visitada.

Museus e Pagodes

Xi’an possui vários museus, mas para quem gosta da história, o principal é o Museu de Shaanxi, dá para passar o dia inteiro visitando, possui explicação em inglês.

Os Pagodes também são muitos, Pagode do Pequeno Ganso, Pagode do Grande Ganso, Templo dos Oito Mortais. Tem show de luzes na Pagode do Grande Ganso à noite, vale a pena a visita.

Diferença entre Pagode e Templo:

Pagode é um termo em português que se refere a um tipo de torre com múltiplas beiradas, comum na China, Japão, Coreias, Nepal e outras partes da Ásia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Templo é um local destinado à prática religiosa. A sua estrutura varia de região para região, fazendo dela parte não apenas o edifício em si, mas também o terreno envolvente. No centro encontra-se o santuário principal, com uma estátua de Buda e ao redor, outros santuários menores. Os templos são frequentemente usados como mosteiros.

Exército de Terracota

Contratamos um driver no hotel, que ficou conosco o dia todo e nos levou até o local onde estão os Guerreiros de Xi’an. O local fica há uma hora, uma hora e meia de distância do Centro da cidade e quando você chega ao imenso parque, um batalhão de guias uniformizadas te oferece o tour explicativo em inglês por um período de 2 horas. Não há áudio guide, nem explicações em inglês no local, é uma forma que a China tem de empregar tantos trabalhadores.

O Exército de Terracota foi descoberto em 1974, por um agricultor local que estava cavando um poço.

As fantásticas figuras de cerâmica de tamanho natural, feições, roupas e armamentos distintos, foram modeladas em argila amarela, por 700 mil trabalhadores, durante 36 anos, a fim de guardar o túmulo do Imperador Qin Shi Huangdi, um soberanos despótico, que unificou a China, porém era completamente alucinado com sua morte e acreditava que precisaria de toda a estrutura que possuía em vida, após a morte; então ele criou uma Necrópole.

Os Guerreiros na verdade são uma parte dessa Necrópole, muitos pontos já conhecidos e localizados, como por exemplo, o Mausoléu onde o Imperador está enterrado, o local onde ele enterrou suas 48 concubinas vivas e operários a fim de evitar que se descobrissem a localização do seu túmulo, ainda não foram escavados, o governo Chinês está adquirindo uma melhor tecnologia para essas escavações, pois no momento em que as figuras entram em contato com o oxigênio, a coloração desaparece.

São três trincheiras e mais de 7.000 soldados, cavalos e arqueiros.

Na primeira trincheira está a infantaria, e é a mais impressionante, com mais de 6.000 guerreiros em formação de batalha.

Na segunda, ainda em escavação, está a cavalaria e soldados.

E na terceira o centro do comando com 70 oficiais de alta patente.

É possível ver o Trabalho de escavação e restauração, um verdadeiro quebra cabeças que exige muita paciência.

Há alguns anos atrás eu visitei uma exposição em São Paulo dos Guerreiros de Xi’an, no Ibirapuera, e não tinha a menor ideia nem pretensão de vir morar na China e ter a possibilidade de visitar ao vivo essa que é considerada uma das Maravilhas do Mundo.

Valeu muita a pena e tenho certeza que minha cunhada Ana Paola, também foi surpreendida.

Zài Jiàn.

 

 

Anúncios

Um comentário em “Xi’an não é só os guerreiros de Terracota

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s