O que vou sentir falta da China e o que não quero nem pensar em levar para casa.

Falta uma semana para eu voltar para casa e fiquei pensando o que vou sentir falta desse país. Resolvi então escrever um post sobre as coisas que com certeza sentirei saudades mas também o que não consegui me acostumar durante esses dois anos e prefiro deixar por aqui.

Para lembrar sempre….

Vou sentir falta:

  • De Passear pelos parques limpos, floridos e bem cuidados.

  • Da Facilidade do transporte público como: Metrô e Trem.

  • Da Segurança em todo lugar a qualquer hora.

  • Da Liberdade de ir e vir do jeito que você quiser, de pijama, de meia com sandália e ninguém nem te olhar.

  • De Andar a noite e ver as luzes de Shanghai.

  • De Sair de casa apenas com o celular e pagar tudo pelo wechat.

  • De Ver um país crescendo, construindo, progredindo a todo o momento.

  • Do Tamanho e sabor dos pêssegos, cerejas, das cebolas roxas e do Kiwi Dourado.

  • De Encontrar tudo que você imagina no Taobao, no Fake Market ou pelos grupos de Wechat.

  • De Descobrir lugares novos todos os dias.

  • De Ver a economia fervilhando e os restaurantes cheios.

  • De Ter Starbucks em cada esquina.

  • Dos Dumpling do Din Tai Fung, e dos restaurantes: Goga e The Refinery.

  • Da Cultura de mais de 4.000 anos.

  • Das Massagens nos pés e do Oil massage, pelo preço daqui.

  • Da Delicadeza como os profissionais fazem sua unha e pintam seu cabelo.

  • Dos Amigos que ficaram.

O que não quero levar na mala para casa:

  • A Poluição do ar.

  • O céu cinza.

  • O Verão muuuuito quente.

  • O Cheiro de Tofu podre.

  • O Cheiro da cidade.

  • A quantidade de gente em todo o lugar.

  • O Bloqueio e Controle da internet, canais de TV, Redes Sociais.

  • A Dificuldade da Comunicação e muitas vezes não entender o que está acontecendo.

  • A melancia em todas as refeições.

  • Os chineses escarrando em todos os lugares.

  • A bagunça, acúmulo e desorganização dos chineses.

  • A Água da China.

  • A forma “diferente” como os chineses raciocinam.

  • A falta de consciência da geração de lixo e reciclagem.

  • A não inclusão social.

  • O tempo de voo. E foram muitos.

  • As saudades dos meus filhos.

Mas posso garantir que tudo valeu muito a pena.

Zài Jiàn.

Anúncios

2 comentários em “O que vou sentir falta da China e o que não quero nem pensar em levar para casa.

  1. Querida Simone,
    Nem parece que se passaram esses anos e vocês já vem voltando.
    Voltem bem, ao lar doce lar!! eh sempre muito bom voltar pra casa.
    Espero conversar com vocês assim que puderem. Aprenderei muito!
    Beijo e abraço afetuoso !
    Voltem logo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s